Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \22\UTC 2009

Fala pessoal, tudo bem???

Caras, to revoltado… Desde semana passada eu percebi que minha conexão 3G está lenta pra caramba, reiniciava o PC, desligava e ligava o modem e nada de voltar a funcionar direito. Resolvi ligar na Vivo e abrir um chamado, e jurando que iria ser uma resolução rápida, acabei ficando indignado.
O terceiro atendente (coisa normal de call center) era um técnico e veio me falar que eu não tinha problema nenhum técnico, que o sinal estava bom e que o modem estava legal, mas eu tinha excedido meu limite de download e agora minha conexão estava configurada para 128kbps.
Meu, não acreditei quando o cara disse isso, reclamei, disse que assinei um plano ilimitado, que não tinha limite de dowload e nem de banda, aí o cara disse que iria me passar para o departamento comercial para eu formalizar a reclamação.
Bom, nessa hora atendeu um (a) maldito (a) com o telefone bem baixo, acho que de propósito, e eu não entendia nada que a criatura estava falando, nem deu pra identificar se era homem ou mulher, e do nada desligou na minha cara.
Agora estou na quarta tentativa de ligar na Vivo para:

a) Eles resolvem meu problema
b) Eu cancelo essa droga sem pagar 1 tostão a mais por isso

Absurdo dos absurdos, internet ilimitada, mas nem tanto da Vivo, fujam dessa roubada! E aos que tem, cancelem para que a operadora aprenda a parar de achar que o brasileiro é idiota.

Abraço do Revoltado

L. Sardim

Read Full Post »

Fala pessoal, estou aqui mais uma vez… dessa vez estou em uma reunião sobre esse assunto aqui na Telsinc! Estamos conversando sobre a ação da Mídia Social (Twiiter, Facebook, Orkut, Linkedin, etc..) no dia-a-dia das pessoas e até agora não chegamos a lugar nenhum!
Bom, eu acho (isso quer dizer, na minha humilde opinião) que o brasileiro (em sua maioria) gosta de “bisbilhotar” a vida das pessoas, existe uma vertente que usa essas ferramentas da forma que devem ser usadas, ou seja, fazer e respondem perguntas, debatem assuntos variados, acompanham notícias, aprendem, ensinam, divulgam informações pessoais e informações das suas empresas.
Pra mim isso é o certo e acredito que foi nisso que os criadores dessas ferramentas estavam pensando em fazer quando criaram as ferramentas, mas o brasileiro comum usa para:
1) Ver as fotos da vizinha de biquíni
2) Ver se o namorado (a) está sendo chavecado (a) ou está dando idéia em outra pessoa
3) Baixar MP3 e filmes (pirataria)
4) Arrumar confusão e briga em jogos e eventos
5) Bisbilhotar a vida dos outros, vendo se a pessoa está namorando, separou, casou, se mudou, etc…

Enfim… só porcaria, nada de bom!

O que vocês acham disso? Estou sendo muito cruel com a humanidade ou é isso mesmo e precisamos fazer alguma coisa para mudar isso?

Se precisamos mudar alguma coisa, como podemos fazer isso?

Bom, estou propondo um debate sobre o assunto com vocês, postem suas opiniões!

Abração galera

L. Sardim

Read Full Post »

A Arte de ouvir Música…

Eae pessoal… to aqui mais uma vez hoje! Na verdade o Post anterior eu escrevi 90% ontem, só deixei pra terminar hj! Bom, eu to aqui no meu escritório ouvindo Haydn, caras, é muito bom!
Ao som da Sinfonia Nº 38 em C Maior de Haydn eu estava pensando em como tem gente que não gosta disso? Nossa eu acho que o ensino musical deveria vir do ensino básico, outro dia eu li que o governo oficializou a Música como matéria básica nas escolas públicas, mas até agora não vi nada disso, pelo contrário aqui onde eu moro só dá pra ouvir gente escutando Forró e Funk… Meu Deus, não dá pra chamar isso de música, a primeira não dá pra entender lhufas do que aquelas pessoas que pegam o microfone (num dá pra chamar aquilo de cantor nem de músico) falam, as vozes são irritantes e estridentes e o pouco que dá pra entender do esquema não dá nem pra gastar espaço no Blog comentando. O outro sem comentários, ou está falando de sexo explicito ou de bandidagem, tiroteio entre outras idiotices. Fora que assim como o caso do primeiro tipo de ruido citado não dá pra entender muita coisa do que os cariocas lá estão dizendo e as “batidas” irritam a gente!
Eu adoro Heavy Metal e vou dizer pra vocês, depois que eu comecei a ouvir metal melódico eu comecei a gostar mais de música clássica, bandas como os italianos Rhapsody of Fire são show de bola e misturam os dois estilos com maestria! Fabio Lione é um cantor lírico que se revoltou e começou a cantar Metal! O guitarrista e líder da banda Lucca Turilli (ahhh tão vendo de onde saiu o nome do meu filho né?) foi educado e estudou nas melhores escolas de música da Itália!
Po gente sei lá, as vezes parece que quando eu ouço sons como Forró, Axé, Funk e outras coisas aí do povão os poucos neurônios que tenho morrem, mas ao ouvir Haydn, Bach, Mozart, Beethoven, Chopin, Handel, entre outros eu consigo refletir, pensar mais, curtir o momento, relaxar, parece até que mais dias de vida estão sendo acrescentados, parece que estou recarregando a bateria!

Bom, fica aí uma recomendação minha de 2 peças de J. S. Bach que fazem a galera recuperar o animo!

1) Suite para Orquestra Nº1 em C Maior – BWV1066
2) Concerto para 2 violinos e Orquestra em D menor – BWV1043

Abração e galera que curte o som do povão, desculpa mas não dá pra comparar!

L. Sardim

Read Full Post »

O Rei dos Hobbies – Parte 3 – O RPG

Brrrrrruuuuuuuuuu Esse Blog estava as moscas… Eae pessoal, tudo certo?

Bom, vamos lá, primeiro eu tenho que me desculpar com vocês, andei meio relapso esses dias, mas é que não deu pra postar, não tive tempo, e chegava tarde em casa e no trampo não tinha a mínima inspiração pra postar nada!

Tá chega de desculpas e vamos para o que interessa, o Hobbie do Post como já falei anteriormente é o temido, odiado, evitado RPG!

Bom, antes de falar se é ou não o jogo do capeta, vou começar explicar quais são os tipos de jogo de RPG e o que caracteriza um.

Primeiro RPG é sigla em inglês de Role-Playing Game ou traduzido porcamente como Jogo de Interpretação. Para ser um RPG primeiro precisa haver uma história sendo contada e depois o desenrolar dos fatos deve ser decididos pelos jogadores que estarão interpretando seus personagens. Essa interpretação se dá no momento que o jogador analisa a “ficha do personagem” e decide alguma ação baseada nela e/ou começa um diálogo com algum NPC (Non-Player Character).
Putz.. quanto termo técnico! Mas um dia eu explico isso com mais detalhes, o povo andou reclamando do post do aquário que ficou enorme!!

Existem basicamente 2 tipos de RPG, mas dentro desses tipos existem várias derivações, mas vamos às básicas:

1) RPG Eletrônico
2) RPG propriamente dito (alguns chamam de mesa, de livro, etc…)

O RPG normal pode ser jogado individualmente ou em grupo, mas hoje em dia scripts de aventuras (histórias) solo estão em extinção e a graça do jogo é o grupo! Dentro desse jogo em grupo existem a forma clássica e mais legal que é o pessoal se reunir na casa de alguém ou em algum lugar público e os outros pra quem é anti-social o bastante ou não tem grupo pra jogar que são os PBEM e PBF (Play by Email e Play by Forum). O grupo geralmente é formado por um cara chamado narrador ou mestre e os jogadores.
A função do Narrador é, claro, narrar a aventura e arbitrar as regras do jogo, os jogadores por sua vez são responsáveis por participar da história contada interagindo com o mundo imaginário em que estão jogando.

Exemplo de um jogo ambientado na idade média (bem tosco mas aqui é pra ser bem simples)

Narrador: Vocês estão na porta de um Castelo, está escuro e a chuva não tarda a vir, está frio e vocês estão cansados, famintos, e suas armas estão precisando de um reparo. O que vocês fazem?
Jogador 1: Como líder do grupo eu vou virar e digo a todos: – Pessoal, vamos procurar abrigo nesse castelo, estamos precisando de abrigo e comida, vocês concordam?
TODOS: – Sim, vamos
Jogador 1: Vou até a porta do castelo e grito pelo guarda do portão.
Narrador: Uma flecha vem em sua direção e te acerta no escudo e um grito vem em resposta: – Sumam daqui seus vagabundos, não queremos sua presença aqui.

Bom, e por aí vai… os jogadores vão decidindo o que fazer, nesse caso haveriam várias opções, sair fora mesmo, tentar argumentar com o guarda, tentar arrombar a porta do castelo, tentar escalar o muro de pedra, enfim, uma infinidade de opções que só o Jogador 1 poderia imaginar!

Mas como são decididas as coisas? Como o Narrador sabe que a flecha acertou o escudo do cara? Bom, isso é fácil, existem livros de regras para o jogo que podem ser muito simples ou muito complexo, existem vários livros de regras que são normalmente chamado de Sistema de Jogo. Eu já vi sistemas que com 50 pgs vc lia e já era, mas tb já vi sistemas com vários livros de 300 pgs só com as regras básicas! Vai do gosto dos jogadores decidir o sistema que querem jogar. Ahhh geralmente cada sistema tem uma característica própria de ambientação, ou seja, normalmente os sistemas que funcionam para Fantasia Medieval, não funcionam para uma Realidade Futurista, existem os sistemas genéricos também, que servem pra qualquer coisa, mas não são muito jogados ultimamente aqui no Brasil!

Os jogadores normalmente escolhem uma profissão e uma raça, normalmente isso interfere em como o jogador deverá conduzir o personagem, Existem milhares de customizações e é praticamente impossível haver algum personagem igual. Ahhh eu falei sobre os NPC, mas não disse que eles são interpretados pelo Narrador!

Bom, os dados! Os dados servem para dar aleatoriedade ao jogo, existem algumas tarefas que são muito fáceis e triviais e não precisa de nenhum dado para verificar sucesso ou não, por exemplo abrir uma porta! Agora se a porta está trancada, chamamos o Arrombador do grupo e rolamos o dado para saber se ele teve ou não sucesso. Normalmente o Narrador tem o nível de dificuldade para se abrir a porta e o Arrombador já tem uma habilidade com algum bônus para somar ao resultado do dado, quanto mais experiente o Arrombador é, mais fácil vai ser para ele abrir a porta.

Alguém ganha o jogo? Não, no RPG não existe ganhador ou perdedor, ele é um jogo de colaboração e interação entre as pessoas que não evidencia o destaque para um ou outro jogador, todos acabam sempre ganhando em um jogo como o RPG. O RPG nunca acaba? Pode nunca acabar sim, vai depender do saco dos jogadores e do narrador continuar com os mesmos personagens, mesmo mundo, mesma história e pode sim levar anos para alguém dizer que não quer mais jogar aquela aventura!

Bom, o RPG eletrônico é baba, todo gamemaníaco já ouviu falar de clássicos como Final Fantasy, Phantasy Star, The Legend of Zelda, e isso é um RPG eletrônico. Em alguns desses você pode customizar seu personagem como em um jogo de RPG normal, mas em outros esse nível de customização é bem menor, mas não importa, vc decide como o personagem vai ser e segue uma história que pode mudar de roteiro conforme for desenrolando os fatos! Eu virei fã de RPG devido a um RPG Eletrônico, o Phantasy Star do Master System! Nossa, me encantei com o jogo que tinha vários personagens nas cidades e vilas para eu ir conversando, interagindo, comprando e vendendo coisas, e a história tinha uns 3 ou 4 finais diferentes! Depois que eu ganhei um Super Nintendo o jogo que me chamou a atenção foi The Secret of Mana, e comecei ao vício do Final Fantasy e Dragon Quest! Na era do Playstation o meu predileto foi Xenogears e a continuação Xenosaga, bom, posso listar para vocês trocentos RPGs eletrônicos que eu joguei e salvei mas tenho que manter o post o menor possível. Agora existe um outro tipo de RPG Eletrônico que muitas pessoas  jogam e talvez nem saiba que é um RPG os chamados MMORPG (Massive Multiplayer On-line Role-Play Game) Meu, esses se tornaram uma mina de grana para a indústria dos games, o jogador paga uma mensalidade, compra o jogo e pode se conectar a um mundo virtual onde ele interage com outros jogadores no mundo todo! Os mais famosos aqui no Brasil são World of Warcraft (o melhor) e Ragnarok On-Line (onde eu começei).

O RPG pode ser usado para o aprendizado, alguns educadores estão usando o RPG para ensinar história, português, geografia, e outras disciplinas e existem eventos que debatem esse tema no Brasil todo. O aluno que joga RPG se interessa mais por leitura, aprendem mais fácil e começam a gostar de disciplinas que eles achavam um saco antes. Não é incomum vocês acharem algum relato de um jogador de RPG dizendo que aprendeu inglês por causa do RPG. Eu mesmo melhorei muito minha leitura com livros de RPG importados! Aliás, pra quem começa a jogar os livros nacionais são muito bons sim!

E finalmente, o RPG é o jogo do capeta? Definitivamente não…. Você pode ambientar a sua história da forma que você quiser, você pode ajudar Josué a derrubar as muralhas de Jericó, pode visitar a Terra Média de Tolkien e pode ir para o Inferno de Dante, mas isso depende das pessoas que estão jogando, então “do capeta” é o desgranhento que quiser, mas o RPG não é!

O RPG mata pessoas? Não também… A porcaria da mídia é sensacionalista e só coloca a matéria “JOVEM MATA AMIGO E DIZ QUE FOI POR CAUSA DE JOGO”, mas nunca vai acompanha o que aconteceu depois… Até agora não foi provado nenhuma morte por causa de jogo nenhum, geralmente é o safado do assassino que coloca a desculpa no jogo e/ou alega insanidade mental para discernir o que é jogo e o que não é. Repito, isso não existe, o jogo é um jogo normal e tudo é resolvido nos dados, não existe essa de eu ter de dar um tapa na cara do meu colega porque o jogo mandou. O jogo não manda nada, e quem pede ou faz uma coisa dessas é um verdadeiro sacripantas do inferno! As editoras de RPG nacional tem perdido muita grana com esses casos, e já estão começando a ir atrás para processar os desgranhentos que alegam que foi o RPG que os fez matar alguém. O maior problema das pessoas é a desinformação, todo mundo acha que sabe alguma coisa só por ter lido no jornal uma matéria a respeito e já sai com o efeito telefone sem fio espalhando bobagens! Todo mundo sabe que o repórter principalmente o de internet não tem tempo para pesquisar mais nada direito pra fazer uma matéria, e tenho certeza que quase todos nunca viram um livro de RPG na frente. Eu sou contra esse tipo de coisa, para falar sobre algum assunto primeiro vc precisa saber o que é, vc precisa ver para ter alguma opinião, não dá pra sair falando como verdade absoluta o que você ouviu de uma pessoa que também não tem a mínima idéia do que esteja falando!
Convido a todos que quiserem saber mais sobre o RPG a vir algum sábado no Centro Cultural São Paulo, na rua Vergueiro e assistir algum grupo de RPG que se reúne lá. Logo de cara vocês vão reparar que as pessoas estão sentadas no chão, com um lápis e um papel, provavelmente vai ter uma pilha de livros no chão e alguns dados! Esses caras vão estar com uma garrafa de 2lts de coca, sacos com pão ou bolacha e vão estar rindo e falando alto. Você vai ouvir coisas do tipo “Eu vou pegar minha espada vingadora sagrada e vou sentar a espadada na cara desse monstro!” ou “Maldito Elfo, o que estás fazendo por aqui?”

Bom, vou postar alguns links para conhecerem mais o assunto

Sobre o que é RPG pela visão da Wikipedia – http://pt.wikipedia.org/wiki/Role-playing_game
Sobre o que é MMORPG pela visão da Wikipedia – http://pt.wikipedia.org/wiki/MMORPG
Editora de RPG – http://www.daemon.com.br/home/ ou http://www.devir.com.br/ ou http://www.jamboeditora.com.br/
Portal de RPG mais acessado no Brasil – http://www.rederpg.com.br/portal/modules/news/
Sistema de RPG mais jogado no Mundo – http://www.wizards.com/default.asp?x=dnd/welcome

Ahhhh Caverna do Dragão = Dungeons & Dragons tá? Quem gostava desse desenho um dia já gostou de RPG e o Mestre dos Magos na verdade é a tradução porca de Game Master (Narrador ou Mestre) e os jogadores eram os personagens Eric, Diana, Presto, etc… e as profissões eram, Cavaleiro, Bárbaro, Ladra, etc…

Abração pessoal

L. Sardim

Read Full Post »

Eae galera, blz?? Putz meu, mó cara que eu não posto né?? Essa semana foi uma das piores de todas, to sem tempo pra nada e to cansadão! Mas vem aí um feriadão pra dar uma animada geral e voltar com tudo!
Po, depois do “Post Gigante” do aquário eu estive pensando no que postar, e o próximo tópico que eu vou falar sobre minhas atividades extra-curriculares-totalmente-dispensáveis-da-vida-normal de uma pessoa é: Tchananananam!!! RPG. “Clap, Clap, Clap, Clap”
Eu estou arrumando material para falar disso para pessoas que não sabem o que é, nunca jogaram e acham que é o “Jogo do Capetão” ou o jogo que faz as pessoas matarem!
Por enquanto eu vou ficar por aqui, estou esfriando a cabeça com a edição do mês do Homem Aranha, já que a Cá não chegou ainda! Aliás, que falta que ela faz viu! Hoje eu tive de cozinhar, ela saiu com a tia dela e foram jantar fora… Eu fiquei de marrento que sou e tive de fazer rango! Bom, pra resumir, eu fiquei com preguiça de ir na padaria pegar pão e frios, fiquei com preguiça de fazer alguma coisa decente, o Hamburguer que estava no freezer passou da validade e resolvi fazer salsichão! Bom, como eu nunca fiz isso na frigideira não sabia o ponto do esquema, o Salsichão estava congelado e eu coloquei mesmo assim pra fritar, não tinha mostarda escura, não tinha acompanhamento, bom… ficou uma droga!

Flw´s ae pessoal e amanhã sem demora eu coloco alguma coisa sobre RPG pra vcs…

L. Sardim

Read Full Post »