Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \01\UTC 2011

Primeiro ano do meu filho Lucca

Luga no porta malas do nosso carro!

E ae pessoal, tudo bem?

Estava pensando sobre o que escrever e não consigo pensar em outra coisa no momento a não ser o primeiro aniversário do meu filhote. Quem me conhece sabe que sempre quis ser pai, sempre imaginei eu com um filho bem bagunceiro, bem traquinas, infernizando a vida da minha esposa!

Bom, cuidado com o que você deseja, seus desejos podem se realizar. E não é que o meu se realizou?

Vou começar a falar desde a gravidez, eu descobri que seria pai em um carro alugado, voltando do RJ com o Chagas e o Schindler! Estávamos parados em um posto de gasolina reabastecendo o carro e recebi a ligação da Cá confirmando o fato!

Logo depois foi interessante, ela se tornou o centro das atenções de todo mundo, desfilava com o barrigão pra cá e com o barrigão pra lá, nesse ponto nem me importava mais se seria menino ou menina, se seria arteiro (a) ou não, eu queria somente que nascesse com muita saúde! Como todo papai e mamãe coruja, gravamos em DVD todos os exames de ultrasonografia, só tivemos a infelicidade de perder um exame pois o DVD deu problema e não tínhamos pensado em levar outro. Dica, leve sempre mais de 1 DVD virgem para fazer a ultrasonografia!

Bom, paparicação pra cá, paparicação pra lá e os 8 meses passaram muito rápido, o Lucca reconhecia minha voz, se mexia toda a vez que eu falava perto da barriga da Cá, e era muito legal. Mas do 8 pro 9 mês… Meu Deus! Que calor insuportável, a Cá enorme com pressão baixa, ansiedade, e tudo que se tem direito nessa época! Já tínhamos o quarto do bebê pronto, com vários brinquedos, roupas, trecos de bebê, etc, e nada do Lucca nascer, queríamos saber como ele seria, com quem ele iria parecer, do que ele iria gostar, se seria quietinho ou bagunceiro! Ahhhhh que sensação unica!

E nessa época também é época de ouvir comentário sobre tudo, sugestão, causos, dicas e várias coisas sobre bebês, e uma dessas dicas chamou a atenção da Cá. A pessoa que deu a “dica” disse pra Cá que nas ultimas semanas de gravidez, em semana de Lua Cheia, ela andasse bastante e lá vamos nós para o shopping! Meu, fomos no shopping no sábado dia 27/02/2010 e lá ficamos andando de um lado para o outro, jantamos no Outback com uns amigos e voltamos pra casa. Já no domingo dia 28/02/2010 voltamos para o shopping, dessa vez almoçamos com outros amigos, e lá vamos nós andar novamente e no meio do almoço a Cá me fala: -Lê, estou tendo contrações e eu estou contando já tem uns 30 min que está em intervalos regulares de 5 min.

Meu, gelei!

Perguntei se ela queria ir para o hospital, e ela estava super calma, disse que ainda não era a hora, então almoçamos normal! As 15:30 eu saí de casa como todo domingo e fui para o ensaio do Coral, e dei a seguinte instrução: Quando for a hora me liga. Passou o ensaio e nada de ligação, eu evitei ligar pra saber como ela estava pra evitar a ansiedade e fiquei esperando. Mais ou menos 20:00 o Coral é chamado para cantar, e eu estou caminhando para minha posição de regente e meu celular toca no meio da caminhada! Eu já sabia… não precisava ver quem era e o que era, eu sei que o Coral começou a cantar comigo regendo, e eu nem abri a partitura! Quando terminamos de cantar, tínhamos mais um número para apresentar e fiz sinal para um colega corista e pedi para ele assumir meu lugar que o Lucca estava chegando!

É… Fomos para o Hospital, liguei para todos os amigos e familiares, disse que estávamos dando entrada na internação da Cá e fui orientado a ir pra uma salinha e colocar a uma roupa esterilizada para acompanhar o nascimento do meu pimpolho. Nesse tempo ela já estava sendo preparada para o parto, e eu fiquei longe dela, e na boa, é a pior parte! Mas essa primeira vez, passou rápido. Fui pra salinha, já estava o Dr. um assistente, a Cá estava em um quarto que parecia quarto de hotel, tinha um sofá mesa, e só faltava uma TV (atenção hospitais, segue uma idéia) e ficamos conversando, eu o Dr e o assistente! Vira e mexe entrava uma enfermeira, o anestesista, alguém da equipe e o relógio correndo. O Dr avisou que o Lucca estava em uma posição difícil para parto normal, mas que ele ia tentar até quando desse para o bebê não sentir nada. E foi isso que aconteceu, ele tentou até não dar mais e decidiu por fazer o parto via procedimento cirúrgico (cesariana). Entrou uma pancada de gente na sala e pediram pra eu sair e aguardar em outro lugar e aí sim foi a pior parte, meu, enquanto eu estava vendo e falando com a Cá, eu estava normal, não estava preocupado, não estava nervoso e estava tudo bem, mas quando tive de descer aquele 1 lance de escada e ficar sentado em um sofázinho em uma salinha escondida, eu fiquei doido! Andava de um lado para o outro, não conseguia ficar sentado e o pior, o tempo não passava!

Quando se lembraram de mim (isso é verdade, tinham se esquecido que eu estava lá em baixo) eu subi correndo a escada e entrei no centro cirúrgico a Cá já estava toda amarrada na mesa cirúrgica e o Dr estava quase abrindo o buraco na barriga dela. O engraçado é que tinha uma enfermeira do meu lado, pronta para me atender caso eu tivesse algum problema e claro eu não tive problema, eu estava vendo a Cá, e tudo estava sob controle. Bom, eu vi tudo e o único momento que eu fiquei perdidão e alguma coisa fora do normal aconteceu comigo foi quando eu peguei o Lucca no colo pela primeira vez! Putz… aquilo foi demais!É

É hoje completa 1 ano que essa história aconteceu, e hoje eu tenho em casa um pedacinho de gente que traz uma alegria tremenda por onde passa, fora o rastro de bagunça!

Abraços e até a próxima!

Anúncios

Read Full Post »