Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \12\UTC 2012

O Nome do Vento

Fala pessoal, tudo bem? Fazia tempo que eu não postava 2 vezes em um único mês, mas como eu estou em férias, agora eu consigo ter um tempo para me dedicar ao Blog. Aliás, essas férias prometem, já li 3 livros – Ramsés – A batalha de Kadesh, Rangers: Ordem dos Arqueiros Vol1 e O Nome do Vento! (Bom, esse post ficou em rascunho por 1 ano, não vou mudar nada do que tinha escrito naquela época para preservar o que houve naquele tempo!)

Pelo visto já perceberam qual eu gostei mais né? Na verdade acho que não é bem assim, eu ainda tenho mais 2 livros da série Ramsés para terminar de ler, assim como 6 livros da série Rangers e vou dar meus pitacos sobre toda a série. Já livros que eu considero absurdos literários eu já vou escrevendo mesmo não terminando de ler todos, como é o caso da Guerra dos Tronos e agora do O Nome do Vento!

Como da última vez eu fiz, volto a repetir a fórmula, vou me atentar para não escrever Spoilers, somente vou dar detalhes que já estão contidos na contra-capa e língua do livro e que qualquer um de vocês poderia pegar na livraria e ler antes de comprar o livro.

O Nome do Vento é o primeiro livro escrito pelo seu autor, o americano Patrick Rothfuss, e já ganhou alguns prêmios como “Best Books of the Year” (2007) – Publishers Weekly – Science Fiction/Fantasy/Horror e #1 NYT Best Seller. Mas a vida não foi assim tão fácil, entre uma procura de emprego e outra, ele escreveu uma longuíssima estória que deu o nome de The Song of Flame and Thunder (algo como A Canção da Chama e do Trovão). Ele tentou publicar, mas até então ninguém se interessou realmente em “comprar” a idéia, até que ele conquistou um prêmio chamado Writers of the Future e com isso conseguiu chamar a atenção da DAW Books que acabou comprando a obra e a dividiu-a em uma série de 3 livros chamada Cronicas do Matador de Rei.

Bom, é isso ae, agora falemos do livro!

Ele conta a história do Kvothe (se pronuncia Kuouth) que é filho do líder de um grupo Edena Ruh, uma família nômade especialista na arte do entretenimento, e vivia feliz, viajando de cidade em cidade, mostrando seus números espetaculares. Várias coisas acontecem, e um dia Kvothe sai para dar uma volta e encontra sua trupe toda assassinada! Os eventos a seguir são narrados de forma empolgante e mostram como Kvothe chegou até a Universidade e começou a virar uma lenda em seu mundo!

A forma como o autor mostra os eventos é através do próprio Kvothe narrando sua auto-biografia para um Cronista e esse primeiro livro representa o primeiro dia de narração. O Kvothe que narra a aventura virou o proprietário de uma hospedaria e mudou o nome para Kote mas ainda não sabemos o motivo de tudo isso e provavelmente só saberemos no terceiro livro!

Esse é o resumo do que está escrito na contracapa, mas o que chama mesmo a atenção é a maestria com que o autor consegue nos fazer gostar ou odiar certo personagem, é como ele criou um mundo de fantasia totalmente diferente do que estamos acostumados!

Ficom por aqui!

L. Sardim

Read Full Post »